sexta-feira, 28 de março de 2008

Sítio Arqueológico da Pedra Pintada


Trecho Cocais-Pedra Pintada
Fotógrafo Adolfo Castro
Fotógrafo Henry Yu
Datada de seis mil anos antes de Cristo, a Pedra Pintada, testemunho da arte pré-histórica, possui desenhos semelhantes aos das grutas de Altamira no norte da Espanha e Lascaux no sul da França. A arte rupestre é constituída por representações figurativas, pintadas ou gravadas em rochedos – quartzitos – ou paredes de cavernas. As pinturas representam animais da região e sistemas de contagem.

As pinturas podem ser divididas em três painéis:

1 – Esquemático-sistema de contagens e pontuações.

2 – Naturalismo-sistema figurativista sobre a fauna da região e desenho estilizados.

3 – Justaposição de esquematismo e naturalismo, quando se apresentam pontuações em torno de figuras, produzindo símbolos com diversos animais como macacos, veados, aracnídeos, mamíferos, aves, peixes, além de armas como lanças e pontas de flechas. Os citados painéis estão situados da esquerda para a direita de quem entra na plataforma rochosa da Pedra Pintada.

Em 1988, o professor e arqueólogo, André Prous, chefiou uma equipe da UFMG e do IEPHA (arqueóloga Maria Elisa) que copiou mais de três mil pinturas, cujo acervo, em microfichas, está disponível para pesquisa no Museu de História Natural da UFMG, no Horto de Belo Horizonte e no Museu do Homem de Paris, França.

O sítio Arqueológico da Pedra Pintada com suas inscrições rupestres, está situado a 3,5 km da Vila Colonial de Cocais, distrito de Barão de Cocais. Localizado na Serra da Conceição, limite sul do supergrupo Espinhaço, a 250 m a nível do mar, foi estudado em 1843, pelo dinamarquês Peter Lund.

Mais recentemente, durante dois anos, os grandes painéis compostos por cenas de diversos animais e símbolos, registrados em diferentes estilos de grafismos, foram estudadas pelas historiadoras Alexandra Simões Siqueira e Janaína Fonseca Mota. As 122 pinturas foram feitas com pigmentos minerais, basicamente o ferro, divididas em três painéis, onde predominam os animais: macacos, veados aracnídeos, aves, mamíferos, peixes, além de armas com lanças e pontas de flechas.

Pelo fato da maior parte das representações aludir a animais de caça, poderiam referir-se a técnicas de obtenção de alimentos ou a rituais religiosos. A localização das pinturas descarta um objetivo ornamental. A sua característica naturalista nos leva a associá-las à magia, com representação de animais da fauna da região em figuras lineares e bidimensionais. O local apresenta características ritualísticas, e não parece ter sido usado para moradia no passado.

O Sítio Aqueológico está localizado em área particular, mas está aberto à visitação mediante pagamento de uma pequena taxa.

ARQUEOLÓGICO: Materiais das culturas dos povos pré-históricos ou históricos.
RUPESTRES: Diz-se do que é gravado ou traçado na rocha.
SÍTIO: Local ocupado por um determinado corpo.

Veja mais fotos em:
www.baraoonline.com.br/pintura.htm

3 comentários:

sobreviagens disse...

Excelente explicação sobre o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada! Fiz uma referencia em meu blog de viagens!
Parabéns pelo trabalho!

quem nao arisca nao petisca disse...

COMO GOSTO DESTA CACHOEIRA AQUI SE ABRE OS PORTOES DO CÉU

estudante. disse...

Bom trabalho, está de parabéns. Encontrei tudo que precisava. Fizeram uma pesquisa simples e esclarecedora.